• Jonathas Fonsêca

Principais Posições do Futebol Americano (Ataque)

Atualizado: Abr 13



O futebol americano é um esporte no qual todas as posições têm uma importância enorme para o jogo. Alguns aparecem mais, outros aparecem menos, mas assim que alguém deixa de fazer seu trabalho, a jogada toda pode ir por água abaixo.

Neste artigo vamos aprender o básico das posições envolvidas no ataque do futebol americano. Tentei simplificar pra você, para que assim você possa assistir a um jogo entendendo o que está acontecendo e qual o papel de cada um no gramado.

Mas existem diversas outras jogadas, posições e detalhes do esporte, que podem ser abordados em outros artigos futuramente. É só você ficar ligado aqui no blog!

Quarterback (QB)


Apesar de cada função ser imprescindível, podemos dizer que o Quarterback (QB) é o principal jogador do ataque, afinal, ele controla a bola em todas as jogadas. Assim que recebe o Snap do Center (ou seja, assim, que o Center joga a bola pra ele iniciando a jogada), o QB decide o que fazer com a bola. Ele pode entregar para o Running Back correr, lança para algum Wide Receiver ou corre com a bola.

No entanto, a vida do QB começa muito antes dele receber a bola do Center. O QB é o líder do time. Ele tem contato direto com o Head Coach (treinador principal) ou Playcaller (“chamador de jogadas”) antes de cada jogada – seja indo até a sideline (lateral do campo), através de sinais, ou via rádio. Sim, em algumas ligas o QB tem um “alto-falante com microfone” dentro do capacete para se comunicar com o treinador antes de cada jogada.


Ao receber a jogada, o QB deve transmiti-la a todos os jogadores do ataque – seja por sinais ou chamando o “huddle”, momento em que todos os jogadores se reúnem em círculo para pegar a jogada com o QB. Em alguns ataques, no entanto, o playcaller transmite a jogada por sinais diretamente para todos os jogadores do ataque.

Uma vez que o QB comunica a jogada a todos os atletas, cada um sabe sua responsabilidade. Todos os jogadores alinham em suas posições e o QB começa seu processo de leitura da defesa. Ele deve analisar como a defesa está posicionada para saber qual decisão ele vai tomar depois que o Center der o snap. Após essa análise, o QB autoriza o center a iniciar a jogada, seja batendo uma palma, ou verbalmente.

Parece muito? E é. O futebol americano é apaixonante justamente por isso. É um jogo de xadrez físico. Um jogo extremamente mental pra quem entende o que está acontecendo por trás de cada jogada.

Running Back (RB)

A opção básica para um ataque avançar em campo é correr com a bola (chamamos esse tipo de jogada de corrida). Pra isso, em várias formações, o ataque posiciona um jogador ao lado do QB (Quarterback). Esse jogador é o RB (Running Back). A função primária do RB é receber a bola do QB através de um Handoff e achar espaços para ganhar jardas (avançar em campo).

No entanto, o RB tem outras funções, a depender da jogada que for chamada. Por exemplo, se a jogada for de passe, o RB pode ter função de ajudar a linha ofensiva a bloquear e proteger o QB. Ou então, ele pode ter uma função de Wide Receiver de correr uma rota e receber um passe do QB.

Normalmente os atletas na posição de RB devem ser fortes para bloquear e aguentar as pancadas correndo com a bola, além de rápidos e ágeis para achar os espaços e desviar da defesa buscando avançar em campo.

Wide Receiver (WR)

A segunda opção de jogada que um ataque tem em campo é o passe. O passe ocorre quando o QB recebe o snap do center e lança a bola para algum jogador. Em geral, os jogadores que recebem esse passe são os Wide Receivers (WRs).



A função principal de um WR é correr uma rota (determinada previamente pela jogada escolhida), receber o passe do QB e avançar com a bola. É uma posição que exige bastante inteligência, garra e paciência. Cada WR em campo recebe em torno de 2 a 10 passes por jogo. No entanto, ele deve correr toda rota a 100%, como se aquele passe fosse pra ele.

O futebol americano tem muito disso: nos ensina a sermos humildes e jogarmos pelo time, e não por nós mesmos. Nos mostra um pouco sobre a vida, sobre estarmos preparados em todo momento, pois não sabemos quando a oportunidade vai vir.

Depois dessa filosofada... Vamos lá. Além de receber passes, um WR também pode correr com a bola (em jogadas em que ele vai até o QB receber a bola direto das suas mãos através de um handoff). E também (o que é bem mais comum), pode ser responsável por bloquear um jogador da defesa adversária.


Da próxima vez que você assistir a um jogo (ou a um filme de futebol americano), observe o comportamento dos WRs em jogadas de corrida. Eles provavelmente estarão bloqueando um jogador adversário para abrir espaço para o RB correr.

Offensive Line (OL)

A linha ofensiva é o conjunto de atletas do ataque que menos aparece no jogo, mas que tem uma função imprescindível em toda jogada. A função primária da linha ofensiva é proteger o QB para que ele tenha tempo para decidir o que fazer com a bola. Existe inclusive um ditado no meio esportivo que diz: “Quarterback ganha jogo. Linha ofensiva ganha campeonato”.

Se o trabalho silencioso da linha ofensiva falhar em uma jogada, você provavelmente vai ver o QB se livrando da bola lançando “pro nada”, ou correndo pros lados tentando se livrar da pressão. Ou então, o que é pior, um QB ou RB sendo derrubado antes mesmo de cruzar a linha de scrimmage (linha inicial da jogada).


A segunda função da linha ofensiva é bloquear e abrir espaços em jogadas de corrida. Em cada jogada, cada jogador da linha ofensiva tem uma responsabilidade específica – pode ser bloquear o jogador à sua frente, pode ser que todos bloqueiem o jogador à sua direita, etc. São vários tipos de bloqueio, cada um utilizado para abrir um espaço específico em campo para o RB ou o QB correrem por ele.

Um jogador de destaque na linha ofensiva é o Center (C). Ele é responsável por dar o snap, iniciando a jogada. O Center em muitos ataques é também responsável por chamar o sistema de bloqueios ou ajustá-lo. Sendo assim, é interessante que esse atleta seja o mais inteligente da linha.


Os jogadores da linha ofensiva são os mais pesados em campo, pois precisam ser verdadeiras muralhas de proteção. No entanto, é necessário que sejam atléticos o suficiente para executar os bloqueios de forma correta.

Outras Posições

Além das posições que destacamos, existem outras posições mais específicas de cada formação do ataque. Por exemplo, Slot Receivers são WRs que alinham na parte interna do campo (normalmente são um pouco menores e mais velozes). Já Tight Ends (TEs) são WRs maiores e mais fortes, que podem auxiliar a linha ofensiva nos bloqueios, mas também têm mobilidade para correr rotas e receber passes. Os Fullbacks (FBs), por outro lado, são RBs mais fortes, que ajudam de forma mais intensiva em bloqueios.


Vamos montar um artigo sobre formações e aí você vai aprender cada detalhes sobre essas posições específicas. Conta pra gente nos comentários o que você achou deste artigo e deixa sugestões pros próximos. Nosso maior desejo é ensinar este esporte tão bonito e complexo para o maior número de torcedores possível. #ourworkisneverover.


0 visualização
- Newsletter -

CADASTRE-SE PARA FICAR POR DENTRO DAS NOVIDADES!

 

© 2023 by Recife Mariners Football.

  • Grey Instagram Ícone
  • Grey Facebook Ícone
  • Cinza ícone do YouTube